23 de junho

Ricardo Silveira



Ricardo Silveira é músico profissional desde 1976. Palcos e estúdios tem sido sua rotina desde então, onde grandes nomes da música brasileira e internacional vem contando com o seu talento. São centenas de discos onde Ricardo aparece como músico, arranjador, produtor ou, ainda, diretor musical. Seu toque personalíssimo tanto como guitarrista como violonista permitiu a Ricardo construir uma carreira onde tornou-se referência em ambos os instrumentos. Ao longo de mais de 40 anos, sua trajetória foi pontuada pelo lançamento de 11 discos solo e um repertório autoral que eternizou alguns clássicos, como o tema "Bom de tocar”, música-título de seu primeiro trabalho, de 1984. Lançou discos junto a grupos importantes como o "High Life" e a "Banda Zil", ambos na década de 80. Com a Zil voltou a apresentar-se em 2015, gravando um DVD que encontra-se em fase de produção para lançamento ainda em 2017. Sua vitoriosa carreira internacional iniciou-se em 1988 com "Long Distance", para a Verve Forecast. A partir daí, todos os seus discos vem sendo lançados no exterior, com destaque recente para os últimos trabalhos feitos para a gravadora Adventure Music, como “Ricardo Silveira Organ Trio”, um sonho antigo de Ricardo em explorar as sonoridades de um trio de jazz baseado no som de um Órgão Hammond B3. Mas foi seu disco “Noite Clara”, de 2003, pela mesma gravadora e distribuído no Brasil pelo selo MP,B, que recebeu indicação ao Grammy Latino de melhor CD instrumental no ano de 2004. Como produtor, é importante registrar seu trabalho no disco "Moonstone" de Toninho Horta, para o selo Verve Forecast. Já como diretor musical, seu trabalho junto a Ney Matogrosso em discos como "Canta Cartola" ou ainda "O cair da tarde", onde desenvolve também vigoroso como violonista, são marcos em sua carreira. Discos em parceria também não são raros em sua discografia. "Toca Milton Nascimento", com Luiz Avellar, "RSVC" com Vinicius Cantuária, “Atlânticos”, duo com o violonista Roberto Tauffic, ou ainda o mais recente, "Cosmos", de 2016, ao lado de John Leftwich, mais um lançamento internacional da Adventure Music, mostram sua versatilidade e trânsito livre por vários gêneros musicais. Em ritmo sempre acelerado, Ricardo Silveira lançou em 2016 o disco "Jeri", resultado de uma apresentação histórica no Festival Choro Jazz em Jericoacoara, onde repassa seu repertório mais celebrado. Justa comemoração para a bela carreira deste artista único.